Carlos Cunha Filho mantém terceira posição no campeonato da F3 Brasil.

 

288816_622028_est_1353_web_

Carlos Cunha Filho teve de superar um sábado (16) de dificuldades em Cascavel (PR), cidade que recebe a terceira etapa da Fórmula 3 Brasil. Largando das últimas colocações nas duas corridas do dia no Autódromo Zilmar Beux, o piloto da Cesário F3 obteve pontos importantes, e garantiu sua permanência entre os três melhores pilotos do campeonato.O piloto mais jovem do grid travou uma disputa intensa com Pedro Cardoso, com alguns toques entre os dois competidores. Na volta final da segunda bateria do dia, Cunha Filho conseguiu superar o rival para terminar em sexto, mas ambos foram punidos pela direção de prova. O representante do time de Augusto Cesário teve 20 segundos acrescidos ao tempo final de prova e caiu para sétimo, enquanto Cardoso foi excluído da prova.
“Eu sabia que meu ritmo era mais forte, mas o Pedro mudava de trajetória quando eu colocava para fazer a ultrapassagem. Tinha que tirar para não bater”, disse Cunha Filho, que ainda teve de vencer um problema que apareceu no carro nas voltas iniciais da segunda corrida. “A roda dianteira direita travava, e eu tinha que fazer muita força nas curvas mais fechadas, como a três”, explicou.
Assim como na segunda corrida do dia, Cunha Filho precisou fazer uma prova de recuperação no páreo inicial da etapa, realizado na parte da manhã. O dono do carro número 54 aparecia na sétima posição na parte final da prova quando se envolveu em um acidente com Matheus Muniz, despencando para a décima posição.
A corrida de fechamento da terceira etapa da Fórmula 3 Brasil acontece neste domingo, a partir das 8h10.
Corrida 1:
1-) 34 Matheus Iorio (Cesario F3) – 23 voltas em 31min06s445 (média de 135,6 km/h)
2-) 91 Leonardo de Souza (Kemba Racing) – a 1s147
3-) 36 Thiago Vivacqua (Hitech GP) – a 1s590
4-) 12 Christian Hahn (CF3) – a 1s955
5-) 77 Guilherme Samaia (Cesario F3) – a 2s190
6-) 43 Pedro Cardoso (Hitech GP) – a 2s968
7-) 27 Matheus Muniz (Prop Car Racing3s573
8-) 41 Artur Fortunato (A Fortunato F3 Racing) – a 3s979
9-) 10 L. Felipe Branquinho (RR Racing) – a 3s061
10-) 54 Carlos Cunha (CF3) – a 3 voltas
NÃO COMPLETARAM
11-) 52 Pedro Caland (Hitech GP) – a 11 voltas
12-) 87 Leonardo Raucci (RR Racing) – a 22 voltas
VOLTA MAIS RÁPIDA: Guilherme Samaia, 1min01s300 (179,5 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas
Corrida 2:
1-) 34 Matheus Iorio (Cesario F3) – 33 voltas em 31min19s989 (média de 193,2 km/h)
2-) 41 Artur Fortunato (A.Fortunato Racing) – a 9s653
3-) 77 Guilherme Samaia (Cesário F3) – a 13s251
4-) Thiago Vivacqua (Hitech GP) – a 13s606
5-) Christian Hahn (CF3) – a 42s337
6-) Matheus Muniz (PropCar Racing) – a 47s245
7-) Carlos Cunha (CF3) – a 1min05s899**
8-) Luiz Felipe Branquinho (RR Racing) – a 1 volta
9-) Leonardo Raucci (RR Racing) – a 1 volta
10-) Renan Pietrowski (PropCar Racing) – a 3 voltas*
11-) Pedro Caland (Hitech GP) – a 3 voltas*
12-) Leonardo de Souza (Kemba Racing) – a 4 voltas
13-) Pedro Cardoso (Hitech GP) – excluído por atitude anti-desportiva
VOLTA MAIS RÁPIDA: Matheus Iorio, 56s205 (195,8 km/h)
*Fórmula 3 Light
**Penalizado em 20s no tempo de prova por atitude anti-desportiva
(Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas)

Foto: (Glauco Guerin)

Festival de Marcas

Divulgação

marcas

Festival de Marcas 1600

 

Dinheiro será distribuído entre os cinco melhores da edição deste ano, marcada para os dias 5 e 6 de dezembro, em Guaporé (RS).

Os participantes do Festival de Marcas 1600, evento que acontece entre os dias 5 e 6 de dezembro no Autódromo Nelson Luiz Barro, em Guaporé (RS), terão um motivo a mais para brigar pelo título da edição deste ano. Além da disputa do título nacional da categoria para carros de Turismo, o evento contará com uma inédita premiação total de R$ 20 mil.
A premiação, disponibilizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), contemplará os cinco melhores pilotos (ou duplas) após a realização das três baterias que integrarão o torneio. Os vencedores receberão um prêmio de R$ 7.500,00, enquanto os vice-campeões faturarão R$ 5.000,00. O terceiro ganhará R$ 3.000,00, o quarto melhor R$ 2.500,00, e o quinto R$ 2.000,00.
Os interessados em participar da edição deste ano do Festival de Marcas 1600 podem fazer as inscrições através da Federação Gaúcha de Automobilismo (FGA). O valor é de R$ 1.200,00 por carro, que poderá ser conduzido por até dois pilotos.
Cleyton Pinteiro, presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, destaca que o torneio é a última competição para os pilotos dos diversos torneios regionais existentes no País. “O Festival de Marcas 1600 reúne competidores de vários estados brasileiros. É o último confronto do ano para pilotos e equipes da categoria Turismo”, comenta o dirigente.
A organização do torneio também disponibiliza transporte gratuito dos carros até a cidade de Guaporé para inscritos de fora do estado do Rio Grande do Sul. A primeira das duas cegonhas já está lotada e sairá da cidade paranaense de Cascavel.
“Mais uma vez recebemos pilotos de outros estados para um grande evento. Para nós, gaúchos, este torneio é mais uma grande festa do esporte a motor nacional”, completa Carlos Rodrigues de Deus, presidente da Federação Gaúcha de Automobilismo (FGA).
O Festival de Marcas 1600 é uma realização da Confederação Brasileira de Automobilismo, Federação Gaúcha de Automobilismo e Associação Guaporense de Automobilismo.