Business Intelligence chega ao automobilismo

Quem sai na chuva e NÃO quer se molhar

C:\Users\acaci\AppData\Local\Temp\enhtmlclip\bi-1.jpg

Agência Retorno de Mídia leva Business Intelligence para o automobilismo.

Business Intelligence ou Inteligência de Negócios é uma ferramenta que tem como objetivo ajudar gestores de patrocínio, managers, chefes de equipes e patrocinadores a tomarem decisões mais informadas. Decisões informadas são aquelas que são tomadas com base em dados e informações precisas, ao contrário dos achismos. Se você leva um guarda chuva porque “acha” que vai chover, isso é uma decisão não informada, mas se você consulta uma previsão meteorológica e descobre que às 15 hs provavelmente haverá pancadas de chuva na sua região, isso é uma decisão informada. Entendeu?

Vantagens do Business Intelligence

1. Possibilita a medida e a monitoração

As organizações que almejam maximizar o retorno com suas ações de marketing precisam estar incessantemente medindo e monitorando os seus passos para encontrar a melhor forma de prosseguir, bem como de constatar os melhores caminhos a serem seguidos.

Frente a isso, a análise da exposição obtida ao longo do tempo é primordial para que se consiga entender o que faz com que as ações de patrocínio sejam ou não bem-sucedidas,

2. Permite a melhor compreensão dos dados

O objetivo principal das soluções em Business Intelligence é a transformação de uma enorme quantidade de dados brutos em um conjunto de informações que sejam úteis para tomada de decisões estratégicas.

Por exemplo, se a o departamento de marketing não sabe quais são as equipes, pilotos, cidades e categorias que apresentam os melhores resultados, uma análise de dados feita de maneira efetiva consegue chegar à reposta necessária para a elaboração das próximas estratégias.

Dessa maneira, o Business Intelligence não só permite que as perguntas realizadas sejam respondidas, mas também o faz de maneira estruturada e dinâmica.

3. Auxilia na tomada de decisões

A partir do momento em que os gestores de dada instituição têm acesso às informações, abre-se uma valiosa oportunidade para um melhor gerenciamento.

Sabemos que no mundo dos negócios não há tempo a ser perdido. Assim, se algo não está trazendo os resultados esperados, é necessário que essa informação seja disponibilizada com rapidez para que uma ação possa ser desenvolvida no sentido de solucionar o problema.

A análise de dados ajuda os gestores a desenvolver uma visão imediata para, assim, aprimorar sua deliberação com base no tratamento e na análise dos dados que se encontram à sua disposição.

4. Aumenta o retorno

Como já pudemos perceber até aqui, a Business Intelligence ampara os gestores no sentido de clarificar aquilo que está ou não está funcionando como deveria. Em vista disso, a partir do momento em que os esforços são canalizados para os projetos que têm maior rendimento, o retorno do patrocinador passa a ser maior.

Por meio de ações mais eficazes e resultados de maior peso por parte da gestão dos dados da organização, a empresa passa a ter em mãos os mecanismos mais poderosos para um desenvolvimento contínuo e consistente.

Frente a tudo isso, com certeza ficaram mais claras, as vantagens que o Bussiness Intelligence podem agregar a gestão de patrocínio bem como o porquê de ele constituir uma solução que cresce cada vez mais. Vejam um exemplo neste link:
atendimento@retornodemidia.com.br
43.991.61.7312

Lista de sites de crowdfunding Brasileiros

Lista de Sites de Crowdfunding.

 

Como prometi, fui batalhar a lista de sites brasileiros.

 

1- http://crowdfunding.ativaai.com.br/

2- http://benfeitoria.com/

3- http://www.bepart.com.br/

4 – http://www.causacoletiva.com/

5 – http://www.cliqueincentivo.com.br/index.php/

6- http://www.cineasta.cc/

7 – http://comecaki.com.br/

8 – http://www.cultivo.cc/

9 – http://www.embolacha.com.br/

10 – http://emvista.me/

11- http://www.eupatrocino.com.br/

12 – http://www.eupatrocino.com.br/

13 – http://www.guigoo.com.br/

14 – http://idea.me/

15 – https://www.itsnoon.net/apoio-criativo/

16 – http://www.kolmea.me/

17 – http://muitonos.com.br/muitonos/

18- http://www.nosacuda.com.br/

19 – http://www.opote.com.br/

20 – http://www.podiobrasil.com.br/

21 – http://www.queremos.com.br/

22 – http://queroincentivar.com.br/

23 – http://riomais.benfeitoria.com/

24 – http://www.sibite.com.br/

25 – http://soulsocial.com.br/

26 – https://www.startando.com.br/

27 – http://www.tragaseushow.com.br/

28 – http://br.ulule.com/

29 – http://www.vakinha.com.br/

30 – http://variavel5.com.br/

31 – http://www.whenyouwish.com.br/

32 –http://zarpante.com/

33 – http://www.kickante.com.br//

 

A lista está aí, e agora? Vai ficar reclamando que no Brasil não existe apoio para novas ideias ou vai finalmente partir para realizar o seu projeto?

Crowdfunding

Você sabe o que Crowdfunding?

 

Já faz algum tempo que conheço esta modalidade de financiamento coletivo, mas ultimamente ela tem ganhado força no esporte, que é o segmento onde tenho maior prazer em trabalhar por causa de minha história de vida..

Muito bem: para quem não sabe crowdfunding nada mais é do que financiamento coletivo. É um método alternativo para obtenção de recursos para um projeto.

Como funciona? Você cadastra o seu projeto em um site de crowdfunding e faz a divulgação do mesmo por email marketing, redes sociais, sua network e etc.

A partir deste momento, muitas pessoas colaboram com pequenas quantias viabilizando o projeto. É uma espécie de vaquinha virtual.

Para esclarecer estou postando abaixo um vídeo realizado pela agência recheio.

 

Tem funcionado maravilhosamente para projetos ligados ao esporte. Veja aqui os projetos que obtiveram sucesso em apenas um site deste tipo http://www.opote.com.br/projects/finished

Recapitulando

Sugestão: é quando o consumidor toma consciência de determinada marca.

Empatia: é quando o consumidor começa a preferir determinada marca

Imitação: é quando o consumidor compra a camisa do verdão, com a marca do patrocinador estampada no peito. Pega seu PALIO e vai para a paulista comemorar a conquista do Campeonato Paulista.

 

É isso ai.

 

Até a próxima

a imitação, ou ripa na chulipa e pimba na gorduchinha

Finalmente a imitação. A marca agora deixou de ser um mero coadjuvante e torna-se um objeto de desejo. O consumidor faz questão de usar produtos daquela marca porque na sua cabeça,ele passa a ser portador de todas as qualidades dessa marca. Usando essa marca ele ganha status e tudo o mais que ele acha que essa marca possui como: habilidade, prestígio, competência, etc.

Aí, então, para a empresa dona dessa marca é ripa na chulipa e pimba na gorducinha. Frases do genial Osmar Santos, que soltas não querem dizer absolutamente nada, mas que dentro de um contexto não tem quem não as entenda.

Exatamente como minha marca preferida, e também a sua.

 

Até a próxima.

a empatia

Muito bem, o cara assistiu a uma vitória do seu time do coração. Viu jogadas fantásticas que despertaram grande emoção. Na sua cabeça, sabe quem proporcionou um espetáculo inesquecível ? Foi o patrocinador do espetáculo. Aí, começa a empatia. A marca torna-se a preferida do consumidor por estar associada a bons momentos da sua vida. Depois desse estágio é que vem a imitação. Que é tudo o que um diretor de marketing pode querer. Mas esse é um assunto para o próximo post.

Até lá.

Sugestão, empatia e imitação

Já que ontem toquei no assunto. Senti a necessidade de seguir em frente.

Hoje gostaria de comentar como o consumidor fica sugestionado pela ação de patrocínio.

O cara trabalhou a semana inteira e quando chega o sábado ou domingo coloca sua havaiana, uma camiseta folgada e uma carne para assar na churrasqueira. Em seguida ele liga a TV para ver seu esporte predileto. Tudo acompanhado por uma cervejinha gelada.

Não existe melhor hora para o consumidor tomar contato com uma marca do nessa hora em que se encontra relaxado e predisposto a receber a mensagem.

Ele liga a TV e lá está o seu time do coração com a marca do patrocinador estampada no peito.A associação é imediata e inconsciente.As emoções, beleza e tudo mais que caracteriza o espetáculo são imediatamente transferidos para  a marca do patrocinador. Desta maneira o consumidor fica sugestionado a consumir determinada marca. Depois desse estágio vem a empatia, que vou abordar em outro post. Até lá.

mas afinal, o que é goodwill?

Fazer com que o consumidor se interesse por determinada marca.simpatize com ela e seja motivado a experimentar seus produtos e / ou serviços.

Tudo isso os diretores de Marketing chamam de gestão de goodwill.

Sempre pensei em uma palavra “tupiniquim” para traduzir o goodwill, até que um dia ouvindo o rádio, o cantor Djavan matou a charada. Para quem desenvolve ações de patrocínio com a intenção de que determinada marca permaneça na lembrança do consumidor, o “Bem Querer” do consumidor, não é segredo, mas é sagrado.

Tudo isso leva aos 3 estágios de envolvimento do consumidor com determinada marca. São eles:

A sugestão, a empatia e a imitação. Mas isso já é assunto para outro post.

bem vinda tv digital. adeus propaganda tradicional

Hoje é a estréia da TV digital no Brasil. O que vai acontecer? Por enquanto quase nada. Mas em dez anos, segundo a revista da semana, ela criará 25 mil novos empregos e as emissoras vão investir 5,5 bilhões. Mas o que isso tem a ver com a propaganda tradicional? Tem tudo. Nos Estados Unidos, junto com a TV digital apareceu um aparelhinho chamado TiVo, capaz de armazenar os programas em um disco rígido retirando os comerciais, ou seja, ele elimina o ganha pão da indústria televisiva. A tela na sala de sua casa não será mais uma televisão, mas um computador, e o fio que entrega a programação não será mais uma rede a cabo, e sim a Internet. Bom para o telespectador, mas apavorante para quem produz os programas. Não é a toa que os roteiristas estão em greve nos Estados Unidos. Eles querem direitos também sobre os programas vendidos por dowload. Mas o que tudo isso tem a ver com patrocínio. Novamente tem tudo. Para garantir a exibição de sua marca na TV, as empresas vão ter que dar um jeito de inserir sua mensagem dentro dos programas. Será que você é capaz de adivinhar como se faz isso?