Fórmula 3 Brasil

 

Carlos Cunha Filho segue para o automobilismo europeu.

 

O piloto de 17 anos começa a treinar na semana que vem na EuroFormula Open.

296295_648020_280001_592242_dudabairros_2737_web_

Carlos Cunha Filho definiu neste começo de semana a troca do automobilismo brasileiro pelas competições na Europa. Ele deixa a Fórmula 3 Brasil para correr na EuroFormula Open, a antiga Fórmula 3 Espanhola, uma das atuais categorias escolhidas por jovens talentos que iniciam carreira no automobilismo europeu.
O piloto embarca no próximo sábado (15) para a Espanha, onde se encontrará com os diretores da equipe italiana RP Motorsport. O piloto realiza no circuito de Navarra, situado ao norte da Espanha, a primeira sessão de treinos de dois dias. Assim, Cunha Filho ficará fora da disputa da sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula 3, marcada para o este final de semana em Curitiba (PR).
“A nossa programação já era correr na Europa no ano que vem, e minha ida acabou se antecipando porque a equipe sugeriu o início dos testes já para este mês”, explica Cunha Filho que confessa também ter pesado o fato de não ter mais possibilidade de lutar pelo título da Fórmula 3 Brasil. Atualmente, Cunha ocupa a terceira posição no campeonato com 65 pontos, atrás de Guilherme Samaia, 80 e Matheus Iório, 124, todos da equipe Cesário F3.
A EuroFormula Open utiliza o chassi Dallara F312, motor Toyota e pneus Michelin para todos os concorrentes. A categoria passou a ser vista como uma das opções mais interessantes para o caminho para a Fórmula 1 e para os brasileiros ela ficou ainda mais tentadora depois que Vitor Batista conquistou o título na temporada passada, obtido pela RP Motorsport, a mesmo time acertado com Carlos Cunha Filho para 2017.
A categoria corre em seis países e utiliza circuitos conhecidos como Spa-Francorchamps, Silverstone, Estoril, Barcelona, Paul Ricard e Monza. Para Roberto Streit, ex-piloto e coach de Cunha Filho, é importante iniciar os treinos para o campeonato do próximo ano.
“A EuroFormula Open está em crescimento e tem talvez o melhor custo-benefício entre as Fórmula 3. É bom que Cunha comece logo com os treinos para se ambientar à nova fase de carreira”, lembra Streit.

Foto: Duda Barros. DINHOLOGO

Deixe uma resposta